Silêncio.


Nós os índios conhecemos o silêncio.
Não temos medo dele.
Na verdade para nós ele é mais poderoso
do que as palavras.

Nossos ancestrais foram educados
nas maneiras do silêncio e eles
nos transmitiram essa sabedoria.
"Observa, escuta e logo atua" nos diziam.
Esta é a maneira correta de viver. 

Observa os animais, para ver como cuidam de seus filhotes.

Observa os anciões, para ver como se comportam..

Observa o homem branco para ver o que querem.
Sempre observa primeiro com o coração e a mente quietos
e então aprenderás.

Quando tiveres observado o suficiente então poderás atuar.
Com os brancos é o contrário.
Vocês aprendem falando.
Dão prêmios às crianças que falam mais na escola.
Em suas festas todos tratam de falar.
No trabalho estão sempre tendo reuniões
nas quais todos interrompem a todos
e todos falam cinco dez cem vezes.

E chamam isso de “resolver um problema”.

Talvez o silêncio seja duro demais a vocês
porque mostra um lado que não quereis ver.

Quando estão numa habitação e há silêncio ficam nervosos.
Precisam preencher o espaço com sons.
Então falam compulsivamente
mesmo antes de saber o que vão dizer.

Vocês gostam de discutir.
Nem sequer permitem que o outro termine uma frase.
Sempre interrompem.

Para nós isso é muito desrespeitoso
e muito estúpido inclusive.
Se começas a falar eu não vou te interromper.
Te escutarei.
Talvez deixe de escutar
se não gostar do que estás dizendo.
Mas não vou te interromper.

Quando terminares tomarei minha decisão
sobre o que disseste, mas não te direi se não
estou de acordo a menos que seja importante.
Do contrário simplesmente ficarei calado
e me afastarei.
Terás dito o que preciso saber.
Não há mais nada a dizer.

Mas isso não é suficiente para a maioria de vocês.
Deveríamos pensar nas palavras
como se fossem sementes.
Deveriam plantá-las e permiti-las crescer em silêncio.
Nossos ancestrais nos ensinaram que
a terra está sempre nos falando e que devemos ficar em silêncio para escutá-la.

Existem muitas vozes além das nossas.
Muitas vozes.
Só vamos escutá-las em silêncio.
"Não sofremos de falta de comunicaç&atilde



Já estou com pena do Browser!

Smile if your heart is aching!

Smile if your heart is aching!

(Source: qualitydissent)

3,206 notes

As coisas nem sempre são do jeito que queremos…Quando mais precisamos é quando não temos ninguém por perto… 

As coisas nem sempre são do jeito que queremos…
Quando mais precisamos é quando não temos ninguém por perto… 

É assim que se trava um atacante!

É assim que se trava um atacante!


 Quando a boca cala…. o corpo fala!!! Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico. O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a criança interna tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Preste atenção!

Quando a boca cala…. o corpo fala!!! Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico. O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a criança interna tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Preste atenção!

O mestre e o Jardim.

O mestre ancião estava no jardim com seu discípulo quando o delegou uma missão:

- Faça um jardim bonito.

Então o mestre deu as costas e saiu.
O discípulo por sua vez se apressou e começou a limpar tudo, podar as arvores, arrancar ervas daninhas… Por fim, fez um jardim perfeito, um jardim impecável.

Após um tempo, o mestre chegou e olhou para aquele jardim que mais parecia uma tela de arte.

O mestre caminhou em direção a uma árvore, balançou-a até cair folhas secas e falou:

- Agora sim é um jardim bonito. Bosque

A busca pela perfeição acaba cegando aquilo que há de mais belo: A naturalidade.

NInjutsu… A arte da furtividade… A arte da resistência… O coração superando a espada… Minha arte!Domo Arigato Gozaimashita Yoshiaki Yamato Sama!

NInjutsu… A arte da furtividade… A arte da resistência… O coração superando a espada… Minha arte!

Domo Arigato Gozaimashita Yoshiaki Yamato Sama!

1 note

0 plays

I need you…less and less…Every day feeds this moral decay
Yet I have grown to love you even more